terça-feira, janeiro 22

"Temos de ser uma máfia no bom sentido" - Alberto João Jardim


Ao discursar na inauguração de um edifício destinado ao arrendamento social e que constituiu um investimento público do Instituto de Habitação da Madeira no valor de 500 mil euros, Alberto João Jardim disse que o dia de hoje lhe trouxe muita "felicidade" e "alegrias".

"Foram lembrar a minha frase [nos cartazes do PND-M], fiquei muito satisfeito", disse.

O Partido Nova Democracia mandou afixar cinquenta cartazes no Funchal, denunciando a alegada postura de "Padrinho" do presidente do governo madeirense, Alberto João Jardim, e os elevados custos dos portos da região.

Num fundo negro, a imagem de Alberto João Jardim surge a branco com a inscrição "O Padrinho", relembrando a sua declaração num encontro da JSD/M (13 de Abril de 2007): "Temos de ser uma máfia no bom sentido e ajudar-nos sempre uns aos outros".

Numa outra imagem, Jardim surge com as mãos sobre a boca a mandar calar, com a seguinte frase: "Porque tem a Madeira os portos mais caros do mundo? É um negócio muito bom".

O líder do Governo Regional, no entanto, garante que não se deixou afectar pelos cartazes."Primeiro porque apareço bem na fotografia e em segundo lugar porque aquela frase tem muito que pensar - e reitero tudo aquilo - porque nós temos, todos, que ser uma espécie de máfia, mas no bom sentido, de nos ajudarmos uns aos outros, entre nós madeirenses, porque, para nos dificultar, já basta os outros de fora", argumentou Jardim.

"Foi um dia em cheio!", concluiu.

Apesar de descoberto mais um dos nossos membros informamos que o nosso trabalho continua... A MÁFIA ESTÁ POR TODA A PARTE =D

2 comentários:

Franz Micquelini disse...

o ti alberto é tramado!!

Girassol disse...

tio nao padrinho alberto hehehe